fbpx
Faça seu Pedido Online Esqueci meus dados
Close

12 de fevereiro de 2020

Quando um vidro quebra, de quem é a responsabilidade?

vidro quebrado

Entenda as várias etapas pelas quais um vidro passa até sua instalação!

O vidro ou espelho instalado em uma casa, escritório ou ponto comercial passa por várias etapas produtivas. E, na maioria das vezes, é muito difícil detectar, quando ocorre uma quebra sem motivo aparente, de quem é a responsabilidade por tal falha.

O vidro ou espelho instalado geralmente é produzido pelo fabricante, que o produz a partir da lava formada por areia, carbonato de sódio (barrilha), calcário, óxido de minerais (como óxido de ferro), dentre outros.

As chapas desses vidros geralmente são cortadas e recebem beneficiamento ou transformação pelas empresas beneficiadoras ou transformadoras. Dessa forma, os vidros comuns ou espelhos se transformam nos produtos prontos para o uso segundo suas necessidades de design, resistência ou segurança. São os casos dos espelhos recortados e bisotados, dos vidros temperados com suas respectivas furações e recortes, dos vidros laminados, dos vidros pintados e outros.

Também participam do processo os fabricantes de ferragens, esquadrias e kits de instalação, pois a qualidade dos materiais empregados e o sistema desenvolvido para fixar e manter o vidro no lugar exercem grande influência na qualidade da instalação final

E, finalmente, no final do processo, entra a qualidade do trabalho do instalador ou do vidraceiro. É competência desse profissional garantir que as normas técnicas sejam respeitadas, que o vidro adequado seja utilizado e que os materiais mais apropriados para a instalação sejam utilizados. Porém isso não serve para todas as situações.

Em alguns casos de instalação de vidros em que a vida humana pode ser colocada em risco, as normas técnicas da ABNT exigem a presença de um engenheiro civil ou de um arquiteto no processo. Eles emitem uma Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) ou um Registro de Responsabilidade Técnica (RRT), sendo que a ART é emitida pelo engenheiro e a RRT por um arquiteto devidamente registrados junto aos seus conselhos profissionais (CREA e CAU).

Em resumo, a quebra de vidros pode ocorrer por inúmeros motivos, geralmente por falha em alguma etapa. Pode ser ocasionada, por exemplo, pela não utilização do profissional competente (arquiteto ou engenheiro), pela má qualidade das ferragens, pela adoção de um sistema de fixação ineficiente, por falhas no processo de transformação ou até mesmo na fase de produção do vidro.

Boxes e instalações de temperados

No caso de qualquer instalação com vidros temperados, tais como boxes, fechamentos de sacadas e fechamentos dotados de portas pivotantes ou deslizantes o processo para se detectar a responsabilidade é um pouco mais simples. Isso porque, por exigência da Norma de Vidros Temperados (NBR 14698), todos os vidros que saem beneficiados de uma têmpera dever receber a marca dessa empresa gravada no vidro de forma que não possa ser removida.

Também está em curso a aprovação de uma atualização na Norma de Ferragens (NBR 14651) que irá exigir que as ferragens e molas de piso utilizadas na instalação também exibam suas marcas de forma que não possam ser removidas.

As têmperas comprometidas do mercado, como a A2 Vidros, exibem suas marcas. Infelizmente algumas não fazem isso, buscando o anonimato no caso de eventuais quebras que possam ocorrer.

LEIA MAIS: Certificação ISO e o que isso significa.

Somando décadas de experiência no mercado vidreiro, a A2 Vidros oferece vidros de alta qualidade. Com fornos próprios para temperar e laminar e sempre atenta às normas do segmento, a A2 Vidros é certificada pelo Inmetro/IFBQ e conta com estrutura para desenvolver produtos em grandes volumes.

A A2 Vidros tem sempre um vidro ideal para projetos de construção civil, arquitetura, design e mobiliário. Para saber mais sobre os produtos oferecidos, preencha nosso formulário de contato ou entre em contato pelos telefones (11) 3682-2529 ou (19) 4042-5010.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar