fbpx
Faça seu Pedido Online Esqueci meus dados
Close

15 de agosto de 2019

Guarda-corpos: O que muda na nova versão da Norma

Neste segundo semestre de 2019 deve entrar em vigor a versão revisada da norma de guarda-corpos (NBR 14.718). Entenda as principais mudanças para os modelos envidraçados!

A revisão da norma NBR 14.718 – Guarda-corpos para edificações já se encerrou. A nova versão já passou por consulta pública e está recebendo os acertos finais para entrar em vigor.

A principal alteração na norma foi quanto ao seu escopo, pois o texto da versão anterior descrevia que a norma era direcionada somente a edificações e que não seria aplicável para locais públicos, externos ou com grande movimentação de pessoas. Interessante é que não havia outra norma que compreendesse esses locais e quem definia os critérios nessas situações externas era o Corpo de Bombeiros, com padrões até mesmo inferiores aos da NBR 14.718. O novo texto já prevê essas várias possibilidades, permitindo que seja aplicável em guarda-corpos de aeroportos, shoppings e até mesmo em estádios. Uma das poucas exceções é em passarelas de rodovias, que já possui norma própria.

Para que essas aplicações fossem incluídas na norma foi preciso ampliar seu texto, prevendo ensaios específicos, e mais rigorosos, para guarda-corpos aplicados em locais públicos.

Guarda-corpos são barreiras físicas instaladas para segurança das pessoas e, especialmente, das crianças. Destacando a aplicação nas versões envidraçadas, a NBR 14.718 regulamenta, entre diversas outras determinações, os seguintes itens:

  • Em guarda-corpos envidraçados o vidro deve ser laminado, aramado ou insulado composto pelos vidros citados anteriormente. Ou seja, guarda-corpos de vidros temperados estão fora da norma.
  • No caso de guarda-corpos de vidros fixados através de aparafusamento em torres, botões ou suportes especiais, o vidro deve ser laminado de temperados.
  • A espessura do vidro laminado, ou laminado de temperados que irá compor os guarda-corpos será calculada atendendo às determinações da norma NBR 7199 – Vidros na Construção Civil, revisada em julho de 2016.
  • Todo guarda-corpo deve ter a altura mínima, a partir do piso onde a pessoa está localizada ao lado dessa barreira, de 1.100 mm. Exceto se o Corpo de Bombeiros do Estado onde está sendo instalado essa barreira determinar altura maior.
  • Não basta somente o vidro ser resistente. Todo o conjunto que forma um modelo de guarda-corpo deve ser submetido a ensaio. E todo o conjunto, que inclui também o sistema de fixação, é avaliado.
  • Estão fora de norma todas as instalações de guarda-corpos com barras verticais que permitam a escalada por crianças.

Leia Também: Fachada de vidro para residências, dicas importantes

Variedade e qualidade

A A2 vidros possui todos os vidros citados nesta matéria. E oferece ainda a possibilidade de utilização de vidros para guarda-corpos serigrafados com estampas e várias cores.

A empresa oferece vidros de alta qualidade para empresas e vidraçarias e possui fornos próprios para temperar e laminar o vidro, sempre atenta às normas do segmento e com estrutura para desenvolver produtos em grandes volumes.

Certificados pelo Inmetro, todos os vidros que saem das duas unidades da A2 Vidros passam por um rigoroso controle de qualidade.

Somando décadas de experiência no mercado vidreiro, a A2 Vidros tem sempre um vidro ideal para projetos de construção civil, arquitetura, design e mobiliário.

Para saber mais sobre os produtos oferecidos pela A2 Vidros, preencha nosso formulário de contato ou entre em contato pelos telefones (11) 3682-2529 ou (19) 4042-5010.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar